Como são formados os preços em impressão 3d?

Atualizado: Jul 15

Algumas dicas da 3D Tek para saber orçar projetos de impressão 3D

Os itens de custo mais comuns em projetos de impressão 3D ou manufatura aditiva (sem modelagem 3D e sem outros itens como acabamento artítstico ou pintura especializada) são:

  • Hora Maquina - Diz respeito ao custo de oportunidade de uso do equipamento para projeto X em detrimento do projeto Y.

  • Depreciação - Perda de valor do equipamento ao longo do tempo em razão do desgaste. Geralmente 20% a cada ano totalizando perda integral em 5 anos.

  • Amortização - Valor esperado de retorno do investimento sobre o montante pago pelo equipamento

  • Manutenção - Custos de eventuais manutenções corretivas, preventivas e preditivas em impressoras 3D.

  • Energia Elétrica - Apesar de parecer um contrasenso, pode até representar valor mais elevado que o de insumos como filamentos ABS ou PLA, por exemplo.

  • Hora Homem - Custos trabalhistas e todos os encargos como impostos, FGTS, férias e 13o para profissionais especializados em impressão 3D.

  • Insumo - Material utilizado diretamente na produção que pode ser pó, filamento, resina, nylon, flex, etc.

  • Custos indiretos: custos não diretos como os administrativos, limpeza, TI, telefonia, internet, aluguel*, etc


Referência no segmento, veja alguns trabalhos do nosso portfolio aqui.